segunda-feira, agosto 16, 2010

Inevitabilidade

Como queria sentar-me no teu colo, como tamtas vezes fiz no passado, e contar-te tudo o que está a contecer, como a vida é inevitavel e me fazia tanta falta agora um abraço teu. Queria olhar-te nos olhos e pedir-te desculpa, pedir-te desculpa porque também eu estou a viver os meus sonhos com outra pessoa.
A vida e o amor são inevitaveis, são forças maiores, sempre te disse isso, sempre te disse que a vida tinha sido maior que nós, por muito que custe admitir foi assim que nos perdemos, eu de ti e tu de mim.
Quem sabe um dia esta inevitabilidade acabe e num momento qualquer eu te encontre ou tu me encontres ao virar da esquina e finalmente eu te possa olhar nos olhos e tu percebas que nunca sais-te de dentro de mim e possamos sorrir e eu possa matar as saudes do teu pequeno grande abraço, porque me faz tanta falta o teu olhar de quem me conheçe com defeitos e virtudes, com o esse olhar que me consegue ler a alma, porque és tu o único que me consegue fazer sorrir com os olhos.

3 comentários:

Marcela Maia disse...

otimo texto ! *-*

Jussielly Leal disse...

ótimo texto! Belissímas palavras *-*

COR disse...

Azar daquele que nunca sentiu o que você descreveu. Lindo...

http://www.blogger.com