sábado, janeiro 28, 2017

Manhãs

Esta
manhã na mesa da cozinha viajei no tempo... algures num café com leite e uma simples sandes apareceste tu e os nossos pequenos almoços. Apareceram as amanhãs  de fim de semana cheias de preguiça, os risos e beijos, o teu sorriso e os meus olhos com todo o nosso mundo la dentro, os teus pés nos meus e a conversa banal de quem não se importava com o mundo la fora. Apareceu a rotina normal de uma qualquer manhã, em que o pequeno almoço era tomado em conjunto numa inigualável conexcao em que as palavras as vezes não precisavam existir, apenas os olhares e os sorrisos... Esta manhã entre um café que quase soube ao teu beijo, entre um silêncio sem sorriso ou qualquer olhar, entre uma simples sandes sem qualquer significado senti a minha falta contigo, senti a tua falta comigo e nesta quase liberdade é quase assustador que seja para sempre assim. E eu que quis acreditar que nada disso me fazia falta, que era so o costum
E ja no fim do café com leite abano a cabeça e entre um suspiro falei comigo mesma dizendo que "estas coisas so mesmo com o tempo se podem esquecer...".

Sem comentários: